Canil especializado na Criação de Filhotes das Raças com Pedigree Shih Tzu e Lhasa Apso - canil,criacao,racas,raca,pedigree,animais,animal,venda,cuidados,cachorro,cachorrinhos,caes,cao,filhote,criacao,shih tzu,shih-tzu,lhasa apso,lhasa-apso,rações,ração
Página Inicial - Canil especializado na Criação de Filhotes das Raças com Pedigree Shih Tzu e Lhasa Apso Conheça nossa história Canil especializado na Criação de Filhotes das Raças com Pedigree Shih Tzu e Lhasa Apso Conheça os filhotes disponíveis de nosso Canil -  especializado na Criação de Filhotes das Raças com Pedigree Shih Tzu e Lhasa Apso Conheça as instalações de nosso Canil -  especializado na Criação de Filhotes das Raças com Pedigree Shih Tzu e Lhasa Apso Dicas Fale conosco Na Mídia - Canil especializado na Criação de Filhotes das Raças com Pedigree Shih Tzu e Lhasa Apso Links interessantes do canil

Lhasa Apso

Canil Christal Kramer - Cachorrinhos Lhasa Apso com pedigree

O temperamento dele é muito diferente do dos demais cães peludos de pequeno porte - fica sozinho em casa sem problema algum, e nem faz questão de passear. Ele tem uma personalidade bem diferente da maioria dos "pequenos peludos", que em geral são dependentes do dono, superativos, sociáveis até com estranhos e sempre prontos a brincar. Seu estilo é exatamente o oposto. O Lhasa Apso é o mais reservado entre eles. E também o menos ativo e o mais independente. São justamente essas características que o tornam o peludo de pequeno porte mais indicado para quem precisa deixar o cão sozinho. O Lhasa é recomendado às pessoas que moram sozinhas e trabalham fora, pois se adapta muito bem a ficar horas sem companhia. É independente e tranqüilo; na ausência do dono não faz bagunça, não destrói a casa e nem mastiga brinquedos, móveis e almofadas se já trocou os dentes de leite. Devido ao temperamento, a raça é a que menos exige supervisão do dono. Não é de correr muito e quando brinca logo interrompe para se aconchegar; passa a maior parte do tempo tranqüilo, observando, e mesmo para andar é calmo e cuidadoso. Até passeios diários, tão importantes para outras raças, o Lhasa dispensa. Ele é muito caseiro, não faz muita questão de sair. Por ser reservado, estranha o movimento da rua e se assusta. Não faz festa só de ver uma coleira. O desinteresse tem explicação: ficar no meio de gente estranha é extremamente desagradável para ele.

DONO: SÓ UM

Canil Christal Kramer - Cachorrinhos Lhasa Apso com pedigree

Por suas atitudes, o Lhasa é considerado pelos criadores como o típico cão de um dono só. Depois de comprado, o filhote demora até um mês para adotar definitivamente um dono no novo lar e demonstrar alegria ao vê-lo. Não basta a pessoa alimentar, cuidar e dar banho. Tem que ganhar a simpatia do cão. Uma vez eleito o dono, essa passa a ser a pessoa da vida dele.

Ficar no colo, para o Lhasa, é uma regalia concedida apenas ao dono - intimidades desse tipo com gente estranha, nem pensar. Mesmo que goste do aconchego dos braços da pessoa eleita, para ficar bastante tempo nesse grude todo, ele não deve se sentir incomodado.

O Lhasa filhote é bem brincalhão com os irmãos. Gosta de correr atrás de bolinhas e procurar coisas para se divertir sozinho. E também aceita bem brincadeiras com pessoas da casa, quando acostumado a elas. Mas amadurece com cerca de um ano para chegar à tranqüilidade típica da raça.

TIPO CASEIRO

Canil Christal Kramer - Cachorrinhos Lhasa Apso com pedigree

Dentro de seu território o Lhasa é só tranqüilidade: não causa problemas e pode-se até esquecer dele. Viajar não é, geralmente, o programa predileto. Mas podem ser acostumados desde pequenos. Junto aos donos, todas as atividades lhes dão prazer. Ao chegarem a um novo local, costumam estranhar. Aos poucos vão se acostumando com o ambiente e começam a cheirar e a explorar o local. No carro, não se agitam nem sujam ou estragam nada. Só ficam impacientes quando querem fazer xixi.

Apesar de reservado e independente, o Lhasa nunca deve rosnar para as pessoas. Um Lhasa que morde o próprio dono é mais inadmissível ainda.

EM FORMA

Canil Christal Kramer - Cachorrinhos Lhasa Apso com pedigreeAssim como a maioria das raças pequenas, o Lhasa não precisa de exercícios ao ar livre para se manter saudável. Nem tendência à obesidade ele tem. Os criadores consideram o Lhasa bastante resistente a doenças. O problema que mais afeta a raça são as alergias de pele (dermatites). Alguns exemplares são mais afetados devido à predisposição genética. As causas normalmente são picadas de pulgas, retenção de umidade na pelagem e alimentação errada. Os sintomas das dermatites são pequenos pontos avermelhados, caspinhas e coceiras na pele. O tratamento é afastar o cão das causas da alergia, o que significa combate a pulgas ou mudança de dieta, conforme o caso. Outro problema que pode acontecer com o Lhasa é a conjuntivite (inflamação das mucosas dos olhos). Cerca de 15% dos Lhasas que sofrem desse mal são em conseqüência da irritação provocada pelos pêlos que caem sobre os olhos. Para evitar, recomenda-se prender a franja.

HISTÓRICO

O Lhasa Apso possui o Status de "Cão Sagrado do Tibet". Durante séculos foi adotado como Cão de alarme no seu país de origem, o Tibet, onde era conhecido também como "O Cachorro-Leão Sentinela Que Late". O Dalai Lama do Tibet, costumeiramente presenteava com Lhasas, os seus visitantes ilustres, como gesto de amizade. Com o passar do tempo, chegou a se tornar uma das raças mais populares nos Estados Unidos.

  Home  |   Quem Somos  |  Raças Criadas  |  Filhotes  |  Nossas Instalações  |  Dicas  |  Na Mídia |  Contato  |  Links Star Code Consultoria e Desenvolvimento de Sistemas
Canil Christal Kramer - Telefax: (21) 3157-7274 / Celular: (21) 99858-7445
Todos os direitos reservados ® 2011